domingo, 11 de abril de 2010

C M V - CUSTO DE MERCADORIA VENDIDA

APURAÇÃO DO CUSTO DAS MERCADORIAS VENDIDAS

I - Custos Das Mercadorias Vendidas – CMV

A apuração do custo das mercadorias vendidas está diretamente relacionada aos estoques da empresa, pois representa a baixa efetuada nas contas dos estoques por vendas realizadas no período.

O custo das mercadorias vendidas pode ser apurado através da equação:
CMV = EI + C - EF
Onde:
CMV = Custo das Mercadorias Vendidas
EI = Estoque Inicial
C = Compras
EF = Estoque Final (inventário final)

II - Resultado Com Mercadorias – RCM

O resultado com mercadorias surge do confronto entre as vendas efetuadas e o custo das mercadorias vendidas.
Se o valor das vendas for maior do que o CMV, pode-se dizer que houve um lucro bruto.
Se o valor das vendas for menor do que o CMV, pode-se dizer que houve um prejuízo com mercadorias.
O resultado com mercadorias pode ser apurado através da equação:
RCM = V - CMV
Onde:
RCM = Resultado Com Mercadorias
V = Vendas
CMV = Custo das Mercadorias Vendidas Consideraremos os seguintes dados para calcular o resultado com mercadorias no período de 01.01.99 a 31.03.99.

Estoque em 01.01.99 r$ 1.600,00
Compras para revenda R$ 1.300,00
Vendas de mercadorias R$ 3.840,00
Compras devolvidas R$ 300,00
PIS/Cofins R$ 930,00
Fretes R$ 250,00
Vendas canceladas R$ 100,00
Estoque inventariado (31.03.99) R$ 1.270,00
ICMS sobre compras e vendas - alíquota de 17%.
Assim temos:
Compras totais R$ 1.300,00
(-) ICMS sobre compras R$ 170,00
(-) compras devolvidas R$ 300,00
(+) fretes R$ 250,00
(=) Compras Líquidas R$ 1.080,00

Nota: ICMS sobre compras: 17% de R$ 1.300,00 = R$ 221,00
ICMS compras devolvidas: 17% de R$ 300,00 = R$ 51,00
Valor líquido da conta ICMS sobre compras R$ 170,00

Vendas totais R$ 3.840,00
(-) ICMS sobre vendas R$ 635,80
(-) Vendas canceladas R$ 100,00
(-) PIS/Cofins R$ 930,00
(=) Vendas Líquidas R$ 2.174,20


Nota: ICMS sobre vendas: 17% de R$ 3.840,00 = R$ 652,80
(-)ICMS sobre devoluções: 17% de R$ 100,00 = R$ 17,00
(=)Valor líquido da conta de ICMS sobre vendas R$ 635,80

Substituindo nas fórmulas teremos:
CMV = EI + C - EF
CMV = 1.600,00 + 1.080,00 - 1.270,00
CMV = 1.410,00
RCM = V - CMV
RCM = 2.174,20 - 1.410,00
RCM = 764,20
Com base nos dados informados, retro, os registros contábeis poderão ser efetuados do seguinte modo:

a) Pelo valor do estoque inicial em 01.04.97:

D - CUSTO DE MERCADORIAS VENDIDAS (Conta de Resultado)
C - ESTOQUE DE MERCADORIAS (Ativo Circulante) R$ 1.600,00

b) Pelo valor das compras efetuadas no período:
D - CUSTO DE MERCADORIAS VENDIDAS (Conta de Resultado)
C - COMPRAS (Conta de Resultado) R$ 1.080,00

c) Pelo valor do estoque final inventariado em 30.06.97:
D - ESTOQUE DE MERCADORIAS (Ativo Circulante)
C - CUSTO DE MERCADORIAS VENDIDAS (Conta de Resultado) R$ 1.270,00

d) Pela transferência do custo para o resultado com mercadorias:
D - RESULTADO COM MERCADORIAS (Conta de Resultado)
C - CUSTO DE MERCADORIAS VENDIDAS (Conta de Resultado R$ 1.410,00

e) Pela transferência das vendas para o resultado com mercadorias:
D - VENDAS (Conta de Resultado)
C - RESULTADO COM MERCADORIAS (Conta de Resultado) R$ 2.174,20

f) Pela transferência do Resultado com mercadorias para apuração do resultado do exercício:
D - RESULTADO COM MERCADORIAS (Conta de Resultado)
C - RESULTADO DO EXERCÍCIO (Conta de Resultado) R$ 764,20
ursos - Contabilidade

5. Contabilização das transações comerciais básicas
5.1. Custo de Aquisição
O custo das mercadorias adquiridas deve incluir todos os gastos necessários para que a mercadoria chegue ao estabelecimento da empresa compradora.
Exemplo:
$
Valor da Fatura 1000
Fretes a pagar 50
Prêmio de seguros sobre frete 30
Custo da Mercadoria Comprada 1080

$ $
Lançamento: Débito - Estoque 1080
Crédito - Duplicatas a pagar (fornecedores) 1000
Fretes a pagar 50
Seguros a pagar 30
1080 1080
Caso os pagamentos tivessem sido efetuados à vista, teríamos:
Lançamento: Débito - Estoque 1080
Crédito - Caixa ou Banco 1080
No caso das importações, o custo de aquisição é composto de todos os gastos incorridos até o momento da entrada do bem no estabelecimento do comprador. Caso a importação seja paga em data posterior à entrada do bem, a variação cambial do período entre a data da entrada do bem e a data do pagamento da fatura deverá ser classificada como despesa financeira e não como custo de aquisição do bem.
Analogamente, no caso de exportações, a variação cambial entre a data da saída do bem exportado e a data do recebimento da fatura deverá ser apropriada como receita financeira e não como receita de vendas.

5.2. Receita de Vendas ou de Serviços
Quando a empresa vende mercadorias ou presta serviços, haverá, em primeiro lugar, o registro da receita de vendas ou de serviços, como segue:
Vendas de mercadorias
A Prazo Débito - Duplicatas a receber (Clientes)
Crédito - Receita de Vendas
A Vista Débito - Caixa ou bancos
Crédito - Receita de Vendas
Prestação de Serviços
A Prazo Débito - Duplicatas a receber (Clientes)
Crédito - Receita de serviços
A Vista Débito - Caixa ou bancos
Crédito - Receita de serviços

5.3. Custo das Mercadorias Vendidas (CMV) e Custos dos Serviços Prestados (CSP)
Após o registro da receita é necessário baixar a mercadoria o estoque ou reconhecer o custo dos serviços prestados. Nesse caso, haverá os seguintes lançamentos:
Custo das Mercadorias Vendidas
Débito - Custo das mercadorias vendidas
Créditos - Estoque de mercadorias
Custo dos Serviços Prestados
São acumulados em contas específicas de ativo e, no encerramento do serviço, concomitantemente com o reconhecimento da receita de serviços correspondente, o valor total é transferido para a conta "Custos dos serviços prestados" através do lançamento:
Débitos - Custo dos serviços prestados
Créditos - Custo de serviços em andamento

5.4. Contabilização das transações comerciais básicas com IPI e ICMS recuperáveis
Os impostos (ICMS e IPI) pagos na aquisição de mercadorias e materiais representam, de acordo com a legislação pertinente, créditos da empresa junto ao governo e serão compensados com os mesmos impostos que serão devidos pela venda das mercadorias ou produtos. Assim sendo, o valor dos impostos recuperáveis pagos na aquisição não deve compor o custo de aquisição que será incorporado ao estoque, mas registrados em conta específica de ativo que representará o direito da empresa junto ao governo.
Para exemplificar, vejamos como ficará o registro contábil de um material que foi adquirido e aplicado na produção de um bem que foi vendido conforme os seguintes valores:
Valor do material COMPRA VENDA
Valor do IPI 80
20 120
30
Valor total da nota 100 150
Valor do ICMS 15 22
1. Compra de material com impostos recuperáveis
CONTA DÉBITO CRÉDITO
Estoque 65
IPI a recuperar 20
ICMS a recuperar 15
Caixa 100
2. Reconhecimento da receita da venda do produto
CONTA DÉBITO CRÉDITO
Caixa 150
Receita de Vendas 150
3. Reconhecimento da obrigação com impostos cobrados na venda
CONTA DÉBITO CRÉDITO
Impostos sobre vendas 52
IPI a recolher 30
ICMS a recolher 22
4. Baixa do estoque
CONTA DÉBITO CRÉDITO
Custo dos produtos vendidos 65
Estoque (além do custo do material, incluiria outros custos de produção) 65
5. Compensação dos impostos a recolher com os a recuperar
CONTA DÉBITO CRÉDITO
IPI a recolher 20
IPI a recuperar 20
ICMS a recolher 15
ICMS a recuperar 15
6. No recolhimento dos impostos
CONTA DÉBITO CRÉDITO
IPI a recolher 10
ICMS a recolher 7
Caixa 17



O resultado obtido com a operação seria:
Demonstração de resultado $
Receita bruta de vendas 150
(-) Impostos sobre vendas 52

Receita líquida de vendas 98
(-) CPV 65
Lucro bruto 33

5.5. CIF e FOB
CIF - significa "Cost, insurance and freight" ou seja, "custo, seguro e frete" enquanto que FOB significa "free on board" ou seja "posto a bordo".
A diferença entre uma modalidade e outra está no fato de o preço de venda incluir ou não o valor do frete e do seguro de transportes.
Na modalidade CIF o valor pago pelo comprador inclui o valor da mercadoria adquirida mais o frete e o seguro. Assim sendo, o gasto do frete e do seguro é de responsabilidade do vendedor que deverá entregar a mercadoria no local indicado pelo comprador.
Na modalidade FOB o valor paga pelo comprador inclui somente o valor da mercadoria. Assim sendo, o gasto do frete e do seguro é de responsabilidade do comprador. A responsabilidade do vendedor está limitada a "por a mercadoria a bordo" do veículo do comprador ou de quem este indicar para o transporte. Os gastos incorridos no transporte da mercadoria do estabelecimento do vendedor até o estabelecimento do comprador devem ser acrescentados ao custo da aquisição da mercadoria para fins de determinação do valor que será incorporado ao estoque.
Exemplo:
Operação CIF FOB
Frete e seguro por conta do vendedor comprador
Valor da mercadoria 1.000 1.000
IPI recuperável 150 150
Valor total da nota 1.150 1.150
ICMS recuperável 180 180

Valor do frete pago ao transportador 80 80

Valor que o comprador incorporará ao estoque 820 900

Lançamento contábil CIF FOB
Débito Estoque 820 900
Débito IPI a recuperar 150 150
Débito ICMS a recuperar 180 180
Crédito Caixa ou fornecedores 1.150 1.230


http://www.professorleo.com.br/cursos/contabilidade/index.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário